segunda-feira, 3 de junho de 2013

Treino Não Convencional - Lavar Pratos





Desde que a senhora que trabalhava aqui em casa se demitiu (acho que porque é muito difícil me suportar), eu e minhas irmãs ajudamos no trabalho doméstico. Minha tarefa mais comum é lavar os pratos da manhã e os da tarde. Como eu odeio re-trabalho, minha mãe deixa eu juntar os pratos dos dois períodos e lavar tudo de uma vez.

Para que o processo todo não se tornasse uma obrigação chata, eu desenvolvi um treino para fazer em cima dele. E é divertido e tem dado resultados! huUHAUHUHAUHAUH

O primeiro passo é olhar a pilha de pratos que você tem que lavar.
Em seguida, tente adivinhar o tempo mínimo que você gastaria para dar conta de tudo.

20 minutos?
Ok. Então em seguida monte uma playlist com músicas que totalizem esses 20 minutos.

Lave os pratos desenvolvendo meios de economizar o tempo e acabar o processo todo em cima, ou antes, dos 20 minutos. Seria idiotice dar-se mais tempo que o necessário ou então lavar tudo feito a sua cara! Minha mãe, se não estiver satisfeita com minha lavagem, devolve os pratos pra pia e eu tenho que lavar tudo de novo! Então não tente se auto-sabotar, mas opte sempre pelo mínimo de músicas e, conseqüentemente, o mínimo de tempo.

O que você ganha com isso?
Além da sua mãe ficar com a sensação de que você é um filho exemplar?
E de você ter executado uma tarefa chata com diversão?
(E do monte de traceuse que agora vai querer casar comigo?)

Eu tive que desenvolver métodos de economia de tempo e otimização da tarefa.

Por exemplo:

Você lava os copos, os talheres ou os pratos primeiro? Qual desses precisa de mais água para amolecer a sujeira impregnada? Os que você julgar que precisam de mais água deveriam ser deixados no fundo da pia para receber a água dos demais utensílios que forem lavados antes e agilizar o processo de esfrega...

Quanto de espaço você tem? Então o que seria melhor lavar primeiro, tendo em vista que isso tudo irá ocupar espaço e te impedir de se mover com fluidez? Eu lavo primeiro as coisas grandes porque elas se tornam recipientes para as coisas pequenas e elas me deixam ver o restante de coisas que estavam escondidas por baixo.

Com o tempo você vai se tornando meio ninja e resolvendo quebra-cabeças como esses com a maior naturalidade.

Acredito que, em termos de eficiência, resolver esses enigmas ative o mesmo processo dedutivo que me faz escolher entre saltar um corrimão ou passar por baixo dele. Que técnica você escolhe para descer de um muro quando não sabe o que te espera do outro lado? O caminho é por aí...

Opte sempre pela segurança (lavar os pratos direito) e pela eficiência (antes da música acabar). E tente sempre achar um jeito de fazer melhor, mesmo que a forma como você já execute seja legal!

Essa pilha de pratos da foto... eu acabei de lavar! Ela tava enorme porque hoje o povo daqui da casa comeu que nem um bando de animais! Infelizmente hoje eu perdi porque calculei que gastaria 16 minutos e levei 17:35. Droga! Amanhã eu dou o troco e faço tudo melhor!

3 comentários:

Allana Pk disse...

Adoreei, ficou muito legal lavar prato depois do testemunho do Duddu!

Bronze disse...

Eu também fico analisando detalhadamente formas de otimizar pequenas tarefas diárias assim. Até analisando a biomecânica do meu corpo e vendo onde posso cortar coisa a mais.

Bacana!

Pício disse...

Que balela.. não tem água aí. Você viu na casa de alguém.